Associaçao entre microbiota intestinal e transtorno depressivo maior:

uma revisão da literatura

Autores

Palavras-chave:

Intestinal Microbiota. Major Depressive Disorder. Dysbiosis. Probiotics.

Resumo

Objetivo: transtorno depressivo maior é uma desordem psiquiatrica caracterizada por um conjunto de sintomas, incluindo necessariamento humor deprimido e/ou anedonia. Neste estudo será descrito a relação entre microbiota intestinal e Transtono Depressivo Maior e serão revisados recentes avanços no entendimento desta regulação na etiopatogênese da depressão. Métodos: para esta revisão narrativa, foi consultada o banco de dados PubMed. Resultados e discussões: disbiose induz comportamento semelhante ao da depressão em animais. Estes animais apresentaram características moleculares observadas em outros modelos de indução de depressão em animais, como redução do fator neurotrófico derivado do cérebro (BDNF), aumento de mediadores inflamatórios, resposta exagerada ao eixo hipotalâmico-hipófise-adrenal (HHA) e modificações no metabolismo da serotonina e triptofano. Em humanos, as mudanças na quantidade e na diversidade microbiana do intestino estão relacionadas à depressão. Além disso, a administração de bactérias probióticas reduziu os sintomas depressivos. Conclusões: portanto, estudos indicam que a disbiose está intimamente relacionada ao desenvolvimento de sintomas depressivos.

Biografia do Autor

Guilherme Bochi, Universidade Federal de Santa Maria

Possui graduação em Ciências Biológicas - Bacharelado pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) (2010) e também em Farmácia na mesma instituição (2015). Possui mestrado (2012) e doutorado (2016) em farmacologia pelo Programa de Pós-Graduação em Farmacologia da UFSM. Atualmente é Professor Adjunto da UFSM, estando vinculado ao Departamento de Fisiologia e Farmacologia e ao Programa de Pós-Graduação em Farmacologia. Possui experiência na área de Farmacologia e Bioquímica Clínica, atuando principalmente nos seguintes temas: depressão e novos biomarcadores laboratoriais de interesse clínico.

Downloads

Publicado

2021-11-18

Como Citar

1.
Bochi G, Vieira Quincozes JA. Associaçao entre microbiota intestinal e transtorno depressivo maior:: uma revisão da literatura. C&H [Internet]. 18º de novembro de 2021 [citado 6º de dezembro de 2021];1(2):144-67. Disponível em: https://rechhc.com.br/index.php/rechhc/article/view/43

Edição

Seção

Artigos de Revisão